Arquitetura com grandeza

Beleza e praticidade

 

O Aeroporto de Carrasco em Montevidéu é uma obra arquitetônica de espantosa beleza estética e proporciona grande conforto e eficácia a seus usuários.

É de autoria do arquiteto uruguaio Rafael Viñoly.

 

 

 

 

 

Custou a mesma coisa que a horrenda caixa de sapatos, o tedioso bloco quadrado de concreto, edulcorado com inúteis enfeites de vidrilhos azuis, o fracassado Aeroporto Salgado Filho, de Porto Alegre, inenarrável lição de erros de como não deve ser um aeroporto contemporâneo.

 

Aeroporto malconcebido esteticamente, ultrapassado e dramaticamente obsoleto em seus serviços, sorvedouro de recursos públicos e que submete os seus usuários a constantes desconfortos pelas suas exíguas instalações, carência de locais de estacionamento, ausência de serviços públicos de transporte e incríveis congestionamentos de passageiros, o que exigiu a reativação da múmia do terminal abandonado ao seu lado para dar auxílio de vazão ao projeto mal planejado.

 

É triste mas é o que nos toca nessa trilha de fracassos de administrações sem grandeza, sem talentos e sem espírito público. A beleza que se vê em Montevidéu poderia estar facilmente em Porto Alegre, mas preferimos escolher  sempre o muito ruim e o mais feio por conveniências de amizades e de compromissos políticos, em detrimento ao mérito e ao talento. Gastando o mesmo valor por algo que vale muito menos, em qualidade de acabamento, de espaço e de tecnologia.

 

 

 

 

O tempo está passando dia após dia e nada se faz pelos compromissos sociais assumidos para Copa do Mundo de Futebol de 2014.

publicado por ardotempo às 21:07 | Adicionar