Voo direto Porto Alegre-Lisboa

TAP: empresa aérea começa a operar em junho a rota de Porto Alegre a Lisboa


A adoção de um voo direto de Porto Alegre para Europa, a ser operado pela TAP, foi determinada principalmente por fatores como o apoio do governo, a localização no Cone Sul e o potencial exportador da capital gaúcha. A ideia, segundo o vice-presidente da TAP Portugal, Luiz da Gama Mór, "é conectar o RS com o mundo".

 

"A capital gaúcha, Porto Alegre, é o centro de uma área econômica forte, o Cone Sul. Vamos fazer do Rio Grande do Sul a porta de entrada dos europeus para essa região". — afirmou Mór em entrevista coletiva no Hotel Sheraton, em Porto Alegre.

 

A TAP terá quatro voos semanais para a Europa desde Porto Alegre, com duração de 10h30min, em uma aeronave Airbus A330. Com mais um voo que deve sair de São Paulo (Viracopos, Campinas SP), a TAP pretende fechar 2011 com 75 voos semanais envolvendo o Brasil.

 

 

 

 


A meta da empresa TAP é obter uma ocupação acima de 80% no primeiro voo de Porto Alegre para a Europa, em junho, quando será período de alta temporada. TAP ainda não divulgou valor das tarifas para a Europa, mas promete campanha de lançamento. "Será bem mais vantajoso" — garante Mór.


O novo voo foi anunciado na segunda-feira, depois de um encontro entre o vice-presidente da TAP e o governador Tarso Genro. A duração da viagem, cerca de 10 horas e 30 minutos, é maior em uma hora, mas também nesse caso, o passageiro escapa de conexões bem mais demoradas em Guarulhos SP ou em Viracopos, em Campinas SP.


Gama Mór enfatizou ainda que, para o voo se consolidar, precisará contar com a opção preferencial dos gaúchos pela nova rota. Apesar da maior parte dos voos de negócios a partir de Porto Alegre ter o destino de Frankfurt, Alemanha, o executivo da TAP diz que o passageiro voando para cidades alemãs teria grande segurança e facilidades na escala em Lisboa.


"Lisboa possui um aeroporto moderno, central, onde nunca neva e que fecha pouquissimas vezes no ano "— adianta o vice-presidente da companhia.


Publicado no jornal Zero Hora

publicado por ardotempo às 23:15 | Comentar | Adicionar