Conto Carta de Ignácio de Loyola Brandão


Treze bilhetes fundamentais





1

Adriano, meu amor
Por quê...?
Beijos
Lu

2

Adriano, meu querido,
Você não me ama mais.
Beijos
Lu

3

Querido,
Você não me deseja mais.
Beijos
Lu

4

Querido,
Você não me quer mais.
Beijos
Lu

5

Querido,
Você não me suporta mais.
Beijos
Lu

6

Querido,
Você não pensa mais em mim.
Beijos
Lu

7

Querido,
Você não me trai mais.
O que houve?
Beijos
Lu

8

Querido,
Você não tem saudades
do meu suor salgado?
Beijos
Lu

9

Querido,
Você não tem mais vontade de me algemar
ao pé da mesa de cozinha?
Beijos
Lu

10

Querido,
Quer que eu me mate?
Beijos
Lu

11
Querido
Sabe que contratei um assassino?
Beijos
Lu

12

Querido
Não tenho coragem de te matar.
Prefiro me embriagar, cheirar pó,
sair dando tiros como uma serial killer,
sair dando para todo mundo menos para você,
mas que saiba que estou dando.
Beijos
Lu

13

Querida Lu,
Viu?
Você não vai mais dar para ninguém.
Beijos
Adriano





© Ignácio de Loyola Brandão - Cartas, Iluminuras - 2005
publicado por ardotempo às 03:24 | Adicionar