O que importa e o que não importa

Desastres para a Humanidade

 

Ocorreram recentemente dois fatos verdadeiramente importantes e que determinam consequencias futuras para a Humanidade. A lamentável perda da presença e da voz de José Saramago e o fatal desastre ecológico no Golfo do México, ocasionado pela incompetência, pela ganância e pela estupidez de empresas petroliferas, de empreiteiras e seus acionistas, profundamente distanciados dos interesses da preservação ambiental. Fatos que se mostrarão incontornáveis nos próximos meses e anos.

 

Nada a ver com um outro evento inócuo, entorpecedor, inconsequente, dissipador e pródigo, que acontece ao sul do continente africano.

Um evento, esse sim, verdadeiramente desimportante para o futuro da Humanidade. O que também contribui largamente para acentuar os desastres na região, uma vez que passado o tempo de sua ocorrência, qual será o seu legado concreto? Por quê tanto dinheiro jogado fora, tantas atenções e tempo desperdiçados, se permanecerão as carências ao desenvolvimento e à cultura, as dificuldades sanitárias, a miséria, a violência, a disseminação das epidemias, a desigualdade econômica e social entre brancos e negros, as extensas lacunas de educação?

tags:
publicado por ardotempo às 11:29 | Comentar | Adicionar