A cerveja do diabo

Cerveja, cerveja

 

 

 

 

"Era uma vez uma cervejaria, clandestina, um lugar singular, secreto, um porão, um lugar sublime, com cervejas fabulosas, de diversos lugares do mundo e do interior, centenas de rótulos diferentes, um clube fechado, isento de senhas, bebidas raras e artesanais, um lugar de boas histórias, tevê Predicta, fogão a lenha, elegantes copos de cristal. Venenos de Deus, remédios do diabo..." 

publicado por ardotempo às 22:45 | Adicionar