Desenho Anônimo

Coleção

                            

                             

                                          

                           

                          

                          

                          


Os objetos concebidos pelo povo vivem numa espécie de limbo – na religião católica, aquele lugar para  onde foram as almas dos justos mortos antes de Cristo e para onde vão as almas das crianças mortas sem batismo, condenadas a serem eternamente privadas da visão beatífica. É, portanto, o lugar da não visão, do não reconhecimento, da privação até da possibilidade da visão de Deus. Se prejudica, em hipótese, os seus criadores, que não têm devidamente reconhecida a sua realização, essa privação prejudica também e principalmente a nós, os chamados "cultos", que ficamos impossibilitados de conhecer as lições de inventividade e singeleza,
a verdadeira sofisticação da simplicidade,
advindas dessas criações sem assinatura.

Adélia Borges
tags: ,
publicado por ardotempo às 00:56 | Adicionar