Poema para Ianelli

Arcangelo Ianelli
 
Somente a intenção infinitamente reproduzida
De superar as oscilações do tempo
Te levaria ao encontro das linhas retas, 
À hospitalidade mansa dos interiores
Habitados pelo repouso de uma certa época,
Às formas dançantes em seu mínimo desassossego,
E, finalmente, ao acontecimento daquele rosto de filha
Piedoso e profundo, melhor obra do teu imaginário.
 
E foste além na tua procura ordenada pela delicadeza
E pela regularidade na evolução das tuas fases,
Chegaste à vibração calorosa que passa do vermelho ao negro
Num princípio de abismo,
Ao horizonte pacífico da música tornada obscura.
 
Somente a ousadia de possuir outra compreensão da vida
Te ofereceu uma passagem sem volta
Ao lento desaparecimento dos limites.
 
 
 
 
© Mariana Ianelli
publicado por ardotempo às 03:08 | Adicionar