A festa literária de Paraty

Com literatura, arte e ciência, 7ª Flip terá 34 autores entre os dias 1 e 5 de julho
 
A sétima edição da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), que acontece na cidade histórica do Rio de Janeiro entre os dias 1 e 5 de julho, abordará pela primeira vez temas como ciência e artes com a participação do biólogo inglês Richard Dawkins e da artista francesa Sophie Calle, além de receber novamente autores como Chico Buarque e Cristóvão Tezza.
 
Com a participação de 34 escritores convidados, a 7ª Flip procura encontrar um equilíbrio entre autores de ficção e não-ficção, e deverá apresentar um panorama que se aproveita de alguns eventos específicos que marcam 2009.
 
Além da participação de Richard Dawkins, seguidor de Charles Darwin, no ano em que o livro "A Origem das Espécies" completa 150 anos, a Flip terá a participação dos escritores chineses Ma Jian e Xinran (autora de "As Boas Mulheres da China"), quando são completados 20 anos do Massacre da praça da Paz Celestial. 
 
Dentre as participações brasileiras, destaque para a volta de Chico Buarque, do recém publicado "Leite Derramado", que participa de discussão com Milton Hatoum, autor de "Dois Irmãos" e "Cinzas do Norte". Cristovão Tezza, autor de "O Filho Eterno" também volta à Flip para participar de discussão com o escritor mexicano Mario Bellatin.
 
A música também é abordada com a participação do crítico norte-americano de música Alex Ross, autor do livro "O Resto é Ruído".
 
Na mesa dedicada ao jornalismo, o destaque da festa é a presença do escritor norte-americano Gay Talese, um dos principais nomes do jornalismo literário mundial, em mesa que terá a participação de Mario Sergio Conti (do livro "Notícias do Planalto").
 
"Tentávamos Gay Talese há muitos anos, assim como António Lobo Antunes, que dificilmente sai de Portugal. Estamos muito felizes que finalmente tenhamos conseguido trazê-los", contou Flavio Moura, diretor de programação da Flip, durante entrevista coletiva nesta quinta-feira. Segundo ele, além de presenças individuais importantes, outro atrativo do evento é a oportunidade de encontros interessantes como a mesa dedicada à artista francesa Sophie Calle e ao escritor Grégoire Bouillier.
 
Programação
 
Quarta-feira, dia 1 de julho
 
19h - Conferência de abertura com Davi Arrigucci Jr.
21h30 - Show de abertura (atração ainda não confirmada)
 
Quinta-feira, dia 2 de julho
 
10h - Mesa 1- Novos traços
Rafael Coutinho, fábio Moon Gabriel Ba e Rafael Grampá
 
11h45 - Mesa 2 - Separações
Rodrigo Lacerda e Domingos de Oliveira
 
15h - Mesa 3 - Verdades inventadas
Tatiana Salem Levy, Arnaldo Bloch e Sérgio Rodrigues
 
17h - Mesa 4 - China no divã
Ma jian e Xinran
 
19h - Mesa 5 - Deus, um delírio
Richard Dawkins

Sexta-feira, dia 3 de julho
 
10h - Mesa 6 - Evocação de um poeta
Heitor Ferraz, Eucanaã Ferraz e Angélica Freitas
 
11h45 - Mesa 7 - A névoa da guerra
Atiq Rahimi e Bernardo Carvalho
 
15h - Mesa 8 - Sentidos da transgressão
Edna O´Brien e Catherine Millet
 
17h - Mesa 9 - O eu profundo e outros eus
Mario Ballatin e Cristóvão Tezza
 
19h - Mesa 10 - Sequências brasileiras
Chico Buarque e Milton Hatoum
 
Sábado, dia 4de julho
 
10h - Mesa 11 - O dissonante século 20
Alex Ross
 
11h45 - Mesa 12 - Entre quatro paredes
Sophie Calle e Grégoire Bouillier
 
15h - Mesa 13 - Segredos de família
Anne Rnright e Tobias Wolff
 
17h - Mesa 14- Fama e anonimato
Gay Talese e Mario Sergio Conti
 
19h - Mesa 15 - Escrever é preciso
António Lobo Antunes
 
Domingo, dia 5 de julho
 
11h45 - Mesa 16 - O futuro da América
Simon Schama e Lilia Moritz Schwarcz
 
15h - Mesa 17 - Antologia pessoal
Edson Nery da Fonseca e Zuenir Ventura
 
17h - Mesa 18 - Livro de cabeceira
Convidados da Flip lêem trechos de seus livros preferidos
publicado por ardotempo às 16:01 | Adicionar