Sem respostas

ARdoTEmpo

 

Hoje o blog publicará o seu artigo nº 1.000 - é hora de fazer um balanço.

 

1 ano e 1.000 artigos - (um certo esforço cotidiano, nenhuma receita / muito apoio dos amigos artistas, fotógrafos, poetas, escritores, ensaístas, jornalistas - sem a generosidade e apoio desses amigos e o seu material enviado, exclusivo, obras de arte, imagens, fotografias, poemas, contos e textos inéditos, entrevistas, o blog não teria nenhum sentido, nem vida útil constante - apenas 400 visitantes fiéis, diários; exigência pétrea na qualidade e na originalidade de conteúdo...) Vale a pena?

 

Quem vê o blog ARdoTEmpo? Muito obrigado a todos os que vêem o blog...

 

O resultado é mensurável na qualidade, conhece-se muita gente, no Brasil e em Portugal (e no mundo), mas o esforço é bastante grande, é até demasiado, o tempo dispendido resulta valioso e canalizado ao blog, um filtro editorial que deve ser extremamente exigente. 

 

O blog não é um "diário de debutantes", não se conjuga na primeira pessoa do singular. É um pouco diferente, procura ser como outros, os melhores, (os que são melhores que o ARdoTEmpo), que são justamente aqueles blogs diferentes, os mais cuidados, os originais, os que tem informação, talento e criatividade - conteúdo (os que estão na lista de links preferidos e pelos quais se passa todos os dias, para se aprender algo que não se sabe).

 

Tenta ser um blog amplo e diversificado culturalmente (sem política, sem futebol e sem religião). Para mostrar o que os outros, artistas, poetas, fotógrafos, escritores, estão fazendo e escrevendo. É, talvez, ambicioso na proposta da sua ação persistente e diária, mas essa ambição é alcançável? Isso tudo faz sentido? Chega-se a algum ponto, além da vaidade pessoal? Será que o blog interessa, de fato, a alguém mais e isso resulta em algum proveito tangível, concreto, a esse alguém interessado? É uma dúvida...

 

Vale a pena?

 

Essa é a pergunta, sem respostas...

 

 

tags:
publicado por ardotempo às 13:50 | Comentar | Adicionar