Lição de pintura


Giorgio Morandi
é o pintor para pintores. Ele resume, em sua obra soberba, as lições mais valiosas sobre o ofício de pintar. Ele pintava em pequenos formatos e sua obra resultou monumental.
Utilizava-se de uma paleta cromática bastante reduzida, diversas totalidades e intensidades de grises, alguns terras, uns amarelos, algum azul, branco. Poucas cores mas assim mesmo revelou-se um colorista extraordinário. Na sua temática, uma síntese ainda maior: uns casarios de sua cidade, alguma paisagem rural e as inconfundíveis naturezas mortas com garrafas, potes e algumas porcelanas, que o celebrizaram e lhe deram admiradores e seguidores. Sua obra encontra-se hoje nos acervos dos melhores museus do mundo, modernos e contemporâneos.

Se Picasso considerava que Cézanne era o "pai de todos" os pintores do século XX, Morandi pode ser considerado o mestre da pintura contemporânea, o que sabia como fazer e que deixou uma lição inesquecível a cada um de nós.





















Giorgio Morandi - Natureza morta, óleo sobre tela, 1949
publicado por ardotempo às 18:22 | Comentar | Adicionar