Os livros

António Lobo Antunes 

 

"Eu pronto a principiar e o tempo a fugir-me. Não faço a menor idéia qual será o livro seguinte, os livros seguintes, e no entanto, sinto-os vivos , dentro de mim, como o salmão deve sentir os ovos. Resta-me tentar que me saia do corpo o maior número possível. E penso em Maria Antonieta, já no estrado, para o carrasco:

 

Só mais um minuto, senhor carrasco.

 

Aí está: só mais um minuto, senhor carrasco, só mais uns minutinhos, senhor carrasco. O destino de um artista é tremendo: ao vencer o tempo acabamos derrotados por ele, ou talvez seja mais certo ao contrário: apesar de derrotados pelo tempo, vencemos? Ignoro a resposta. Sei que fiz o melhor que pude, que faço o melhor que posso, que tenho uma confiança cega na na minha mão e na parte de trevas que é aquela que escreve. Não se escreve com idéias, não se escreve com a cabeça: é o livro que tem de ter idéias, que tem de ter a cabeça."

 

(António Lobo Antunes - Extraído de Terceiro Livro de Crónicas, Dom Quixote, 2005)

 

publicado por ardotempo às 12:40 | Adicionar