Poema de Leonard Cohen

Cansados

Leonard Cohen

 

Estamos cansados de ser brancos

e estamos cansados de ser pretos

e não vamos continuar a ser brancos

e não vamos continuar a ser pretos

nem por um segundo mais.

Agora vamos passar a ser vozes,

vozes desencarnadas no céu azul,

harmonias agradáveis

nas cavidades do nosso tormento.

E permaneceremos assim até perceberem,

até o seu sofrimento os acalmar,

e poderem acreditar na palavra de Deus

que disse excessivas vezes,

e de várias maneiras,

para se amarem uns aos outros,

ou pelo menos para não torturarem

e assassinarem em nome da estupidez

e do vômito de uma qualquer idéia humana

que faz com que Deus se afaste de vocês

e escureça o cosmos com um desgosto inconcebível.

Estamos cansados de ser pretos,

e não vamos continuar a ser brancos

e não vamos continuar a ser pretos

nem por um segundo mais.

 

 

Leonard Cohen, Livro do Desejo - Tradução de Vasco Gato.

Publicado no blog Bibliotecário de Babel

tags:
publicado por ardotempo às 12:59 | Comentar | Adicionar